João Batizou Na Galiléia Ou Próximo Da Judéia? (dr. Eli Lizorkin-eyzenberg)

“5 E toda a província da Judéia, e os de Jerusalém iam ter com ele e eram batizados por ele no rio Jordão, confessando os seus pecados”.

A descrição do ministério de João continua no Evangelho de Marcos, apresentando um quadro claro: o povo de Jerusalém e da Judéia aceita amplamente o ministério de João, submetendo-se a sua chamada para o arrependimento e sua lavagem cerimonial simbólica na água. Como já mencionamos brevemente, o ministério de João Batista tinha algumas semelhanças (embora também tivesse nítidas diferenças polêmicas) com a vizinha comunidade Essênia de Qumran (veja a seção anterior).

John baptize

The place of John’s Baptism

Agora desde os tempos antigos até os tempos modernos. Um dos lugares mais comuns e tradicionais para trazer os modernos turistas cristãos, enquanto estão em Israel é o lugar onde João Batista realizou o seu ministério. Este lugar tradicional de suas cerimônias com água está localizado ao sul do Mar da Galiléia.

A descrição geográfica do ministério de João em Marcos 1, no entanto, exclui aquele lugar tradicional como uma possibilidade, uma vez que a viagem de Jerusalém e da Judéia levaria cerca de 5-6 dias. O lugar que se encaixa muito bem nessa geografia é o lugar chamado de “Betânia, do outro lado do Rio Jordão” (João 1:28), que está localizado no território da atual Jordânia. No Antigo Israel, costumava ser a área de fronteira entre o loteamento de terras das tribos Israelitas de Rubem e Gade (os territórios das três tribos Israelitas estão localizados agora na Jordânia, incluindo a metade da tribo de Manassés).

Betânia (literalmente a casa dos pobres) do outro lado do rio Jordão (João 1:28) não é o mesmo lugar que a Betânia principal (a casa dos pobres) na aldeia de Marta, Maria e Lázaro (João 11).

Não era de todo incomum atribuir a uma cidade um segundo nome esclarecedor, muitas vezes as cidades tinham vários nomes. Por exemplo, havia pelo menos duas cidades de Belém, uma na Galiléia (Josué 19:15) e uma na Judéia (Mat.2: 1). Da mesma forma, o Evangelho de João indicou que Jesus celebrou a Páscoa “dos Judeus / Judaicos” (em oposição a outras Páscoas, a saber dos Samaritanos ou Qumranitas). O evangelho de Mateus esclarece para seus leitores que foi Belém da Judéia a agraciada com o nascimento de mais um Rei de Israel, não somente o Rei Davi.

Oração:

Nosso Deus, torne as coisas claras para nós,

para que possamos compreender mais claramente a finalidade dos escritos sagrados.

Amém.

About the author

Dr. Eli Lizorkin-EyzenbergTo secure your spot in our new course “The Jewish Background of New Testament” - CLICK HERE NOW

You might also be interested in:

Decifrando Os Evangelhos Com O...

By Julia Blum

Decifrando Os Evangelhos Com O...

By Julia Blum

Join the conversation (2 comments)

Deixe uma resposta

  1. José Hélder Saraiva Bacurau

    Dr Eli Lizorkin ,que o ETERNO continue a te abençoar, tenho aprendido muito com as sua mensagens,um abraço em CRISTO.

    1. Eric de Jesús Rodríguez Mendoza

      BS”D

      Obrigado José! Que o tudopoderoso de Israel tambem tenha cuidado de você!