No Espírito Do Dia Do Senhor (apocalipse 1: 9-10a) Por Dr. Eli Lizorkin-eysenberg E Prof Peter Shirokov

1: 9 Eu, João, irmão vosso e companheiro na tribulação, no reino e perseverança, em Jesus, achei-me na ilha chamada Patmos, por causa da palavra de Deus e do testemunho de Jesus.

Depois que o Deus Todo-poderoso falou suas muito breves palavras, João identificou-se como o próximo a falar. De forma semelhante ao Ap. 22:6-15, o discurso se alterna entre o Deus Todo-poderoso e Jesus, como vemos no versículo seguinte (Ap. 22:16).

Aqui João também identifica as circunstâncias históricas, durante as quais teve a visão e escreveu a carta em obediência ao comando do Senhor. Enquanto gostaríamos de saber o ano exato em que João escreveu o Apocalipse, ele achou suficiente escrever apenas sobre seu exílio.

Seu exílio foi na ilha de Patmos, onde o governo Romano era conhecido por enviar prisioneiros políticos. Os estudiosos levantam a hipótese que o tempo que João esteve em Patmos se encaixa melhor ou no ano de 95 DC, aproximadamente durante o reinado do Imperador Domiciano ou nos anos de 68-69 DC, durante o reinado do Imperador Nero, quando as perseguições aos seguidores de Cristo foram frequentes e intensas.

1:10a Achei-me em Espírito, no Dia do Senhor …

Aqui existem três opções interpretativas.

Em primeiro lugar, o Dia do Senhor pode ser o Sábado. Faria sentido falar do dia de Deus, o Sábado (Shabbat), desta forma. O que vai contra esta interpretação é que nunca vemos este termo usado para significar o Sábado. Além disso, se de fato o dia da semana foi o Sábado em vez de outros dias, não está claro por que isso seria importante.

Em segundo lugar, esta opção é a opção tradicional, identificando o Dia do Senhor como o dia da sua Ressurreição – o primeiro dia da semana Israelita – Domingo. Essa teoria apresenta problemas semelhantes.
Nunca o primeiro da semana é referido como o Dia do Senhor antes deste alegado exemplo. Se este for de fato o caso (que isto se refere ao primeiro dia da semana Israelita) não fica claro por que João se sentiu compelido a contar sobre isso a seus leitores/ouvintes.

Em terceiro lugar, em nossa opinião, esta opção é muito mais provável. O Dia do Senhor é o Final dos Tempos dia do cálculo e julgamento sobre o qual os Profetas Hebreus falaram muitas vezes. A frase “o Dia do Senhor / Dia do Senhor” é usada muitas vezes na Bíblia Hebraica (Is. 2:12; 13:6-9; Ezequiel 13:5, 30: 3; Joel 1:15; 2:1-31; 3:14; Amos 5:18-20; Obadias 15; Sofonias 1:7-14; Zacarias 14:1; Malaquias 4:5). Como lemos em Malaquias 4:5-6: “Mas, antes que chegue aquele grande e terrível dia, eu, o Senhor, lhes enviarei o profeta Elias. Ele fará com que pais e filhos façam as pazes para que eu não venha castigar o país e destruí-lo completamente”.

Desta maneira, a menção de João avisa o leitor que, enquanto ele está escrevendo de um local histórico específico durante um determinado tempo na história, a perspectiva que ele pretende comunicar a seus ouvintes está enraizada na realidade escatológica do Dia do Senhor futuro. Tal como no caso dos profetas Hebreus da Bíblia, João foi capaz de falar para o presente a partir da dupla perspectiva do passado (a aliança) e do futuro (a consumação da aliança e a restauração de todas as coisas).

 

About the author

Dr. Eli Lizorkin-EyzenbergTo secure your spot in our new course “The Jewish Background of New Testament” - CLICK HERE NOW

You might also be interested in:

Abraão No Egito (lech Lecha -2)

By Julia Blum

Lech Lecha – O Chamado De...

By Julia Blum

Join the conversation (13 comments)

Deixe uma resposta

  1. de Jesus

    O Dia do Senhor (escatológico), dá sentido para entender corretamente o Apocalipse. Parabéns ao Dr. Eli.

  2. Marcos Roberto de Oliveira

    seu interior continha as duas tábuas do testemunho!
    Além destes existe também a marca da besta que pode ser entendida como a adoção do domingo como dia de repouso em lugar do sábado que segundo Ez. 20:12, 20 são o sinal entre Deus e seu povo!
    Ex 20:8 inicia-se com a expressão “Lembra-te”, indicando que provavelmente a humanidade iria se esquecer deste selo ou sinal entre Deus e seu povo.
    O mesmo selo ou sinal é citado em Ap. 7:3 indicando que este selo deveria ser aplicado nos servos do Deus Todo Poderoso.
    Não há espaço para aprofundarmos a argumentação!
    Concluo que existem evidências para apoiar ambas as interpretações, todavia prefiro a segunda pelos argumentos acima e outros mais! Shalon

  3. Marcos Roberto de Oliveira

    O correto significado do texto pode ser tanto o primeiro como o terceiro, segundo minha opinião!
    O terceiro está fundamentado pelos argumentos do Dr. Eli.
    O primeiro porque em uma análise do texto bíblico do Apocalipse nos leva a considerar a estrutura quiástica do livro!
    O apocalipse descreve os períodos que se seguiriam a partir do final do primeiro século, culminando com a volta de Jesus, a destruição de satanás e seus anjos e o consequente estabelecimento do reino eterno nesta terra renovada!
    No centro da mensagem do apocalipse está a restauração da adoração a Deus pela observância do Shabat, ou sábado (14:7) também implícito em 12:17 e 14:12!
    Em 11:19 é vista a arca da aliança que no…

  4. JORGE DE JESUS

    (continua).. feita por mãos de homem. Somos limitados em nossa capacidade mas o ESPÍRITO DE DEUS não tem limites, e ELE é conhecedor por excelência de nossa natureza, pois afinal de contas foi ELE que nos DEUS o ESPÍRITO de entendimento ( MAS LIMITADO NA MATERIA) MAS ILIMITADO NO ESPÍRITO SANTO. O segredo do Senhor é com aqueles que o temem; e ele lhes mostrará a sua aliança.
    Salmos 25:14. Para mim o plano de SALVAÇÃO feita por DEUS na pessoa de JESUS CRISTO me preencheu quando eu o aceitei, antes religioso hoje sou um servo de DEUS, sei o que JESUS FEZ na minha vida e estou aguardando os acontecimentos do RELÓGIO DE DEUS (ISRAEL) PARA O ARREBATAMENTO DA IGREJA. DEUS ABENÇOE A TODOS, SHALOM.

  5. JORGE DE JESUS

    DEUS É SENHOR DA ETERNIDADE, e nessa eternidade ELE fez um espaço LIMITADO para criar um povo que o adorasse, que viveria com ELE e seria seus amigos e irmãos. Nossas igrejas vivem em contendas sobre dias e dias e o que comer, e todos parecem que são os donos da verdade. Só existe um que é o DONO DA VERDADE : NOSSO SALVADOR JESUS CRISTO que veio morrer em uma cruz e mostrar para a humanidade que está disposto a ter muito AMIGOS E IRMÃOS. Coisa glorioso e termos a liberdade de ESPÍRITO e adorar a esse DEUS maravilhoso que veio em forma de homem para nos mostrar a maravilha da eternidade de PAZ, ALEGRIA, AMOR e que isso não se compra em mercado, farmácia ou até mesmo em igreja feita por mãos..

  6. JORGE DE JESUS

    Quando aceitei meu JESUS como SALVADOR, tive a oportunidade de conhecer pelo ESPÍRITO SANTO DE DEUS, o gosto e sabor da VIDA ESPIRITUAL. Muitos fazem separações de dia e do que comer:¶ Ora, quanto ao que está enfermo na fé, recebei-o, não em contendas sobre dúvidas. Porque um crê que de tudo se pode comer, e outro, que é fraco, come legumes. O que come não despreze o que não come; e o que não come, não julgue o que come; porque Deus o recebeu por seu. Quem és tu, que julgas o servo alheio? Para seu próprio senhor ele está em pé ou cai. Mas estará firme, porque poderoso é Deus para o firmar. Um faz diferença entre dia e dia, mas outro julga iguais todos os dias. (CONTINUO)…

  7. José Hélder Saraiva Bacurau

    Shalom!
    DEUS continue a te abençoar Dr Eli.
    Sou grato a DEUS pela Nação de ISRAEL e pela oportunidade de estudar com os ramos naturais da oliveira verdadeira,para mim toda a escritura tem que ser compreendida tendo como base o Judaísmo,
    não se pode conhecer uma arvore pelos ramos,mas pela raiz.
    PAZ SOBRE ISRAEL!

  8. Jorge Monteiro Jr

    A forma correta de interpretar a Bíblia é beber sempre da sua própria fonte. De fato, a expressão “Dia do Senhor” está sempre relacionada à parousia, nunca ao sábado ou ao domingo. Além disso, faz sentido João dizer que, em espírito, ele foi transportado ao futuro, aos últimos dias, para VER a revelação. Isso, inclusive, é uma das chaves de interpretação do Apocalipse, pois percebemos que ele trata, primordialmente, do futuro.

  9. Tadeu Alelvan

    Fico com a terceira opção: “O Dia do Senhor é o Final dos Tempos dia do cálculo e julgamento sobre o qual os Profetas Hebreus falaram muitas vezes.” Isto é infinitamente claro, toda a revelação dada a João se refere ao “Dia do Senhor” como o julgamento final.

  10. Ricardo Farias

    Shalom,
    Tenho aprendido muita coisa neste site e sou estudante de hebraico bíblico. Estou descobrindo coisas maravilhosas na bíblia hebraica, haja vista uma melhor compreensão dos vocábulos. Concordo com a posição do Dr Eli, pois não vejo sentido a expressão dia do Senhor seja interpretada como o sábado ou domingo, pois o Senhor é Senhor de todos os dias, mas João foi arrebatado em espírito ao Dia do Senhor – interpretação escatológica.

  11. Rosanildo João Amorim

    Paz e Graça!
    Estou muito grato ao Eterno, e seu filho Jesus por me conceder a oportunidade de conhecer este site. Deus sabe quanto desejo tenho em minha alma de aprender a sua palavra com maior profundidade e descobrir os segredos das suas leis. Quanto tempo estudei em outras fontes. Não jugo que foi uma perda, mas poderia ter aprendido muito mais. Tenho muito interesse de fazer um curso que me possibilite ver as maravilhas do eterno Deus que estão em sua palavra. Não conheço os sete mares, mas sei que o que há desconhecido dentro deles é muito maior do que já sabemos. Assim é a santa e bendita palavra de Deus. A quem me dera poder aprender com vocês. Aguardo contato sobre um curso!

  12. Elender Gallas

    sim, pode ser o Sábado. pois no NT Jesus diz que o Filho do Homem do Sábado é o Senhor (ou seja, Jesus é o Senhor do dia de Sábado, e não domingo)

  13. Diogo Torres

    Saudações….
    Ao observar o texto em português e grego, observo que não está se tratando do domingo e nem de um dia no futuro, todavia há de se deduzir que no dia do Senhor (Shabat) ele foi levado em espírito. O importante não é saber que dia ´João teve a visão se foi no sábado ou no domingo, mas a pretensão de algumas bíblias católicas de traduzir a expressão dia do Senhor por “domingo”, sendo que no Decálogo está escrito que o Sábado é o dia do Senhor, e alguns dos evangelhos Jesus discute com os fariseus acerca de uma cura no sábado e Ele diz que do Sábado ele é o Senhor. Creio que apontar para um futuro escatológico é forçar um texto, uma vez que o fato é narrado fora do momento de visão