Noé – Uma Maravilhosa Porção Da Torá (1)

Mais uma vez, hoje vamos falar sobre a Porção da Torah.  A segunda Parashat Shavua do ano é Noach (Noé) Gênesis 6:9-11:32. Todo mundo conhece a história de Noé. Esta é uma das primeiras histórias do Tanach que os pais contam aos seus filhos –e quando são adultos–, as pessoas costumam ouvi-la e lê-la tantas vezes e a conhecem tão bem que é difícil imaginar que qualquer coisa nova possa ser encontrada lá. Era o que eu também pensava –no entanto, quando comecei a ler esta história em Hebraico–, tive de ir e voltar, entre o Hebraico e a tradução, para me certificar de que estava lendo os mesmos capítulos: eu senti como se fosse uma história completamente diferente! Fiz então muitas descobertas surpreendentes, e gostaria de compartilhar com vocês algumas dessas descobertas. Para poder compartilhar essas coisas, no entanto, teremos que usar algum Hebraico.

 

CORRUPÇÃO OU DESTRUIÇÃO?

יא  וַתִּשָּׁחֵת הָאָרֶץ, לִפְנֵי הָאֱלֹהִים; וַתִּמָּלֵא הָאָרֶץ, חָמָס. 11 E a terra estava corrompida à vista de Deus, e a terra estava cheia de violência.
יב  וַיַּרְא אֱלֹהִים אֶת-הָאָרֶץ, וְהִנֵּה נִשְׁחָתָה:  כִּי-הִשְׁחִית כָּל-בָּשָׂר אֶת-דַּרְכּוֹ, עַל-הָאָרֶץ. 12 Viu Deus a terra, eis que estava corrompida; porque todo ser vivente havia corrompido o seu caminho na terra.

lhem as palavras sublinhadas. Esta foi uma das minhas primeiras descobertas nesta porção. Porque, de repente, nesta história que aconteceu muito tempo antes do Pessach, encontramos uma palavra que soa como se ela tivesse sido tirada da história do Pessach? Por favor, recorde a história do Êxodo: o Destruidor da história do Pessach em Hebraico é chamado Mashhit  (הַמַּשְׁחִית), não é?

כג  וְעָבַר יְהוָה, לִנְגֹּף אֶת-מִצְרַיִם, וְרָאָה אֶת-הַדָּם עַל-הַמַּשְׁקוֹף, וְעַל שְׁתֵּי הַמְּזוּזֹת; וּפָסַח יְהוָה, עַל-הַפֶּתַח, וְלֹא יִתֵּן הַמַּשְׁחִית, לָבֹא אֶל-בָּתֵּיכֶם לִנְגֹּף. 23 Porque o SENHOR passará para ferir os Egípcios; quando vir, porém, o sangue na verga da porta e em ambas as ombreiras, passará o SENHOR aquela porta, e não permitirá ao destruidor, que entre em vossas casas, para os ferir. 

Eu sempre estive convencida de que esta raiz Shahath, שָׁחַת  tinha a ver apenas com morte, com matar e destruir –como “the destroyer” (o destruidor) em Inglês–. Então, por que esta palavra deveria estar aqui, no início da história de Noé?

Este é um exemplo excepcionalmente belo de quão profunda e multifacetada é a língua Hebraica -quão profundas são as Escrituras-. O Hebraico é principalmente uma linguagem de raiz, os verbos em Hebraico são derivados das raízes. As raízes são grupos de três consoantes que compõem a “essência” do significado da palavra. A maioria dos verbos em Hebraico são formados a partir desta raiz de três consoantes mudando vogais e adicionando diferentes prefixos e sufixos, formando assim diferentes troncos. Dependendo de seu tronco (binyan), os verbos de mesma raiz podem ter significados muito diferentes, como vemos aqui no nosso texto. O verbo –הִשְׁחִית- dependendo da sua forma, pode ter ambos os significados: ser corrompido e destruir.  No entanto, sendo derivados da mesma raiz, todos eles têm algo em comum, todos eles se relacionam com a mesma “essência”.

Vocês veem o que está acontecendo aqui? O idioma da Torá é diferente de qualquer outra linguagem humana: os significados que ainda estão por vir são mostrados aqui através dos significados regulares das palavras. Nesse sentido, cada palavra do Tanach abriga todos os significados futuros –com algo que ainda está por vir–, que não é visto pelo homem, mas é definitivamente visto por Deus. Neste ponto da história de Noé, o castigo e a destruição –o dilúvio– ainda não chegou; eles nem sequer estavam prometidos ainda, a Torá está apenas nos contando sobre o pecado e a corrupção, e não sobre o castigo. No entanto, já está aqui, bem no início desta Parashah, essa palavra assustadora –הִשְׁחִית– soa como um aviso severo e sóbrio sobre o julgamento iminente, como uma advertência severa e firme que a punição e a destruição são consequências inevitáveis ​​do pecado e da corrupção (a propósito, este aviso é completamente perdido nas traduções).

 

HAMAS SIGNIFICA VIOLÊNCIA

Há um exemplo absolutamente fantástico da presciência de Deus que Ele colocou dentro de Suas palavras, “transbordantes” de significados futuros.

יא  וַתִּשָּׁחֵת הָאָרֶץ, לִפְנֵי הָאֱלֹהִים; וַתִּמָּלֵא הָאָרֶץ, חָמָס. 11 E a terra estava corrompida à vista de Deus, e a terra estava cheia de violência.

Vocês sabem porque a palavra Hebraica para violência está aqui? Hamas! Suponho que todos sabem o que a palavra Hamas significa hoje –é o nome de uma das mais violentas organizações terroristas–. Como pode ser? Não penso que, quando os terroristas procuraram o nome da organização deles, foram às escrituras Hebraicas: Hamas como o nome da organização é um acrônimo da frase Árabe Harakat al-Muqāwama al-Islāmiyya, que significa “Movimento de Resistência islâmica”. Mas aqui está, bem diante dos nossos olhos –a palavra que significava “violência” muito antes do Hamas Palestiniano ter surgido– (a ortografia dessas duas palavras é ligeiramente diferente em Hebraico, no entanto, –o som e o significado são os mesmos–).

O estranho é que, embora o Árabe e o Hebraico sejam línguas irmãs, essa palavra tem significados quase opostos em ambos os idiomas. Em Árabe, a palavra Hamas significa “coragem” ou “zelo” enquanto em Hebraico, Hamas significa “violência”, “crueldade”, às vezes pode significar “injustiça”. A verdade misteriosa da presciência de Deus nas Escrituras Hebraicas é vista claramente aqui.

Da próxima vez compartilharei com vocês mais desta visão Hebraica da Parashat Noah. No entanto, não vou continuar a publicar comentários sobre a Porção semanal da Torá aqui: este não é o propósito desse blog; como vocês já sabem, desenvolvemos um curso Porção Semanal da Torá, e aqueles interessados ​​em estudar em profundidade Parashat Shavua, são bem-vindos para se inscrever para este curso (ou para me contatar para obter mais informações e para o desconto). Além disso, eu gostaria de lembrá-los, meus queridos leitores, de que meu livro sobre o Messias Oculto acabou de ser publicado, e se chama As Though Hiding His Face e está disponível na Amazon e na minha página neste blog: https://blog.israelbiblicalstudies.com/julia-blum/.

 

About the author

Julia BlumJulia is a teacher and an author of several books on biblical topics. She teaches two biblical courses at the Israel Institute of Biblical Studies, “Discovering the Hebrew Bible” and “Jewish Background of the New Testament”, and writes Hebrew insights for these courses.

You might also be interested in:

Lech Lecha – O Chamado De...

By Julia Blum

Noé – Uma Maravilhosa...

By Julia Blum

Join the conversation (No comments yet)

Deixe uma resposta